7 Melhores Notebooks para Arquitetura 2022

Escolher qual o melhor notebook para arquitetura pode fazer total diferença no seu trabalho.

Afinal, arquitetos precisam de máquinas mais potentes para utilizar diversos programas, como AutoCad, Revit, SketchUp e tantos outros.

Assim, ter uma máquina potente facilitará muito sua vida.

Contudo, nem todo mundo trabalha do mesmo jeito, por isso a escolha se torna ainda mais difícil: qual modelo é o mais adequado para o seu trabalho e orçamento?

Continue lendo que neste artigo você descobrirá a resposta dessa pergunta! Vamos te ajudar a entender como escolher seu notebook e apresentar 7 melhores notebooks para arquitetura em 2022. Vamos lá!

O que um notebook para arquitetura precisa ter?

Um notebook para arquitetura e engenharia precisa ser avaliado em 3 aspectos: performance, compatibilidade com seu estilo de trabalho e custo-benefício.

Assim, não podemos escolher um notebook para arquitetos através de um desses aspectos.

Se formos só pelo custo, podemos acabar com um notebook que não aguenta o tranco da rotina. Por outro lado, podemos gastar muito mais do que realmente é necessário.

Veja a seguir como podemos avaliar cada aspecto para uma compra certeira:

1. Performance para realizar suas tarefas

Com toda certeza, o melhor notebook para arquitetura é aquele capaz de aguentar o tranco do dia a dia.

Tanto engenheiros quanto arquitetos utilizam de programas que demandam muito do computador, uma vez que é preciso realizar cálculos complexos e modelagem 3D.

Por esse motivo, há 3 componentes extremamente importantes para ter o melhor desempenho:

  • Processador: peça central para realizar todas as tarefas;
  • Placa de Vídeo: especialmente importante para trabalhos em 3D;
  • Memória RAM: essencial para multitarefas e menor tempo de resposta do computador.

Como o trabalho de renderização é bastante exigente, ter uma placa de vídeo potente é crucial para aumentar sua produtividade.

Contudo, é preciso utilizar processadores e memória RAM compatíveis para dar conta do recado.

Assim, processadores de entrada, como Intel i3 ou AMD Ryzen 3, não são recomendados.

Quanto à memória RAM, o ideal é ter 8GB para não ter gargalos, em especial quando estiver com vários programas e abas do navegador abertos.

Para maior rapidez especialmente na abertura de arquivos e inicialização do sistema, utilizar um armazenamento em SSD será a melhor opção.

Apesar de mais caros do que os tradicionais discos rígidos (HD), o investimento vale muito a pena, pois os ganhos em velocidade são absurdos!

Você pode combinar o uso de SSD + HD para economizar.

De modo que seu sistema operacional e arquivos de projetos em andamento fiquem no SSD, para o ganho de velocidade, enquanto arquivos de uso menos frequentes fiquem no HD.

2. Compatibilidade com seu estilo e necessidades de trabalho

Outro ponto importante para escolher o notebook ideal para arquitetura é entender seu fluxo de trabalho e necessidades.

Afinal, talvez sua posição não requer tanto trabalho 3D, o que faz uma placa de vídeo super potente ser excessiva.

Além disso, se você precisa visitar obras e clientes com muita frequência, isso pede uma configuração e design apropriado para maximizar a portabilidade e duração de bateria.

Por outro lado, arquitetos que ficam mais no escritório, focando na renderização e preferem ter várias telas, podem ver o notebook como uma desvantagem na rotina, fazendo mais sentido um desktop.

Falaremos mais sobre notebook versus desktops mais à frente!

Enfim, entenda quais são suas preferências e necessidades, para escolher o computador ideal para maximizar sua produtividade e ter o melhor retorno sobre o investimento.

3. Compare custo-benefício com seu orçamento

Atualmente, a maior parte do trabalho de um arquiteto é no computador, ainda que muitos gostem dos métodos tradicionais como desenho à mão.

Assim, o notebook para arquitetos deve ser visto como um investimento, uma vez que fará total diferença em sua produtividade!

Ter uma faixa de orçamento facilitará o processo de escolha do notebook ideal para arquitetura.

Afinal, o melhor notebook para arquitetos será aquele que atende suas necessidades e cabe no orçamento.

Contudo, não tente escolher o notebook mais barato.

Afinal, seu notebook é uma peça central na sua profissão, então precisa ser visto como um investimento para permitir seu progresso na carreira!

Notebook ou Desktop: qual melhor para engenheiros e arquitetos?

Uma dúvida muito recorrente é qual a melhor escolha entre notebook e desktop.

Como mencionado na compatibilidade com seu estilo e necessidade de trabalho, às vezes o notebook não atenderá suas necessidades, pelo menos não com um custo-benefício interessante.

Notebooks são ótimos por oferecer maior flexibilidade, uma vez que são portáteis, menos complexos (você não precisa se preocupar com periféricos, por exemplo, pois é tudo embutido) e podem ser mais baratos.

Por outro lado, os desktops (computadores de mesa), oferecem maior poder de computação, sendo melhores para tarefas e programas bastante pesados.

Eles também oferecem maior controle sobre a configuração do hardware e, quando precisar de um upgrade, não é preciso comprar um computador completo novamente, somente a peça em questão.

Vantagens do Desktop

Os computadores de mesa são os mais tradicionais, afinal surgiram antes dos notebooks.

Continuam sendo populares por suas diversas vantagens:

  • Maior capacidade de personalização dos componentes;
  • Ideal para quem prefere ter vários monitores ao mesmo tempo;
  • Fácil de fazer upgrades no hardware;
  • Pode oferecer melhor custo-benefício quando se busca altíssima performance em renderização.

Contudo, eles são difíceis de transportar, são mais complexos de comprar (é preciso escolher peça a peça), ocupam mais espaço e consomem mais energia.

Vantagens do Notebook

Os notebooks se tornaram um dos computadores mais comuns para trabalho devido às suas vantagens de:

  • Maior flexibilidade para trabalhar de onde quiser;
  • Acesse seus arquivos e projetos com facilidade durante visitas e reuniões;
  • Menor complexidade de compra, pois não precisa comprar partes separadamente;
  • Ideal para arquitetos que estão de um lugar para outro com frequência.

Na faculdade, o notebook para estudante de arquitetura será seu maior aliado.

Com bom custo-benefício e portabilidade, ele é ideal para realizar seus estudos e trabalhos de qualquer lugar!

Em suma, o notebook será uma ótima opção para a maioria dos estudantes e arquitetos, uma vez que os laptops estão cada vez mais potentes com preços mais acessíveis.

Nada impede, contudo, de ter um notebook para trabalho mais leve e uso durante reuniões e visitas, enquanto mantém um desktop dedicado para renderização em casa/escritório — novamente, tudo depende das suas necessidades, preferências e orçamento disponível.

7 melhores notebook para arquitetura 2022

Com tantas opções no mercado, escolher um notebook para engenharia e arquitetura pode ser uma tarefa bastante difícil.

Já que com tantas opções, muitas pessoas têm a dúvida de qual melhor notebook para comprar.

Por isso, selecionamos 7 dos melhores notebooks para arquitetura para diversos cenários e orçamentos!

Aliás, a lista não possui uma ordem de melhor para pior, ou seja, o primeiro lugar não é melhor que o sétimo.

Na verdade, nossa seleção se baseou em oferecer os 7 melhores notebooks para arquitetos em diferentes cenários, dessa forma você encontrará modelos mais caros e robustos, e outros mais baratos ideal para quem busca uma ferramenta mais prática para o dia a dia.

1º Acer Aspire 5

O notebook Acer Aspire 5 é um modelo bastante popular entre arquitetos e designers que querem uma ferramenta potente com ótimo custo-benefício.

Encontrado na faixa dos R$ 4 mil, esse notebook para arquitetos possui:

  • Processador Intel i5 3.4 GHz de 10ª geração
  • 8GB de memória RAM
  • 256 GB de armazenamento SSD
  • Placa de vídeo dedicada NVIDIA MX250

Esse é um modelo intermediário, aguentando programas mais pesados.

Pela faixa de preço, também é uma boa opção de notebook para estudantes de arquitetura.

A placa de vídeo dedicada permite que seus trabalhos não sofram com gargalos.

Entretanto, renderizações em alta resolução não são muito recomendadas nessa máquina.

Possui um design de linhas finas e tampa metalizada com textura de alumínio escovado.

O chassi é afinado na área do touchpad, dando maior conforto durante o uso.

Além de um visual elegante, o Acer Aspire 5 é um notebook para arquitetos que buscam praticidade no transporte.

De modo geral, ele é um notebook bom para trabalho.

2º Dell G15 Ryzen 7

A versão do notebook Dell G15 com Ryzen 7 oferece alta performance para encarar qualquer trabalho.

Com uma carcaça robusta, dentro você encontrará:

  • Processador AMD Ryzen 7 Octa-core de até 4,4GHz
  • 16 GB de memória RAM
  • 512GB de armazenamento SSD
  • Placa de vídeo NVIDIA RTX 3060
  • Tela Full HD de 15.6”

Esse é o notebook ideal para arquitetura, especialmente para renderizações.

A placa de vídeo dedicada com o processador Ryzen 7 oferece uma incrível performance para aguentar programas pesados e multitarefas.

O poder dessa máquina pode reduzir na portabilidade, mas se você precisa trabalhar com softwares de renderização a maior parte do tempo, esse Dell G15 não te deixará na mão!

3º Macbook Pro 16

Os produtos da Apple geram debates acalorados, especialmente sobre sua utilidade como um notebook para arquitetura.

Apesar dos preços bastante elevados, há muitas pessoas que preferem a Apple por diferentes motivos.

Assim, o Macbook Pro 16 pode ser uma opção interessante para arquitetos que já utilizam e gostam da marca.

Caso você já não seja um usuário da Apple, talvez essa não seja a melhor forma de migrar.

De todo modo, o Macbook Pro com os novos chips M1 oferecem desempenho incrível.

Na versão Pro você conta com:

  • 10 núcleos de CPU (até 3,7x mais performance que a processador Intel)
  • 16 núcleos de GPU (até 13x mais rápido que chips gráficos da Intel)
  • Memória unificada de até 32GB
  • Neural Engine para turbinar a performance

O modelo de 16 polegadas oferece bastante área de tela para trabalhos visuais.

Contudo, seu tamanho atrapalha na portabilidade, mas a versão de 14 polegadas pode ser uma alternativa para esse caso.

4º Samsung Book Pro

Para os amantes da fabricante coreana, o Samsung Book Pro é ideal para quem busca uma solução ultraportátil mas mega poderosa:

  • Processador Intel i7 de 11ª Geração
  • SSD de 1 TB NVMe (mega rápido)
  • 16GB de memória RAM integrado
  • Tela 15,6” AMOLED Full HD

Ainda que não tenha uma placa de vídeo dedicada, a tecnologia Intel Iris permite uma performance de GPU 87% mais rápida que a geração anterior.

Além disso, você conta com o Intelligent Performance Manager, que ajusta a velocidade para oferecer o melhor desempenho para cada tarefa.

Esse é um notebook para arquitetura ideal para manter a produtividade em qualquer lugar, seja no escritório ou em qualquer lugar.

Aliás, o notebook conta com um teclado alfanumérico, permitindo mais conforto e rapidez ao trabalhar com cálculos e planilhas.

Falando em produtividade, se você já utiliza outros aparelhos da samsung, como os smartphones, ter o Samsung Book Pro trará ainda mais facilidade ao dia a dia.

Afinal, todos os aparelhos Samsung trabalham com perfeição em conjunto!

Toda essa flexibilidade e portabilidade se torna ideal para arquitetos que passam bastante tempo realizando gestão de projetos.

Afinal, realizar visitas e reuniões demanda uma ferramenta que possa estar sempre com você.

Entretanto, a única desvantagem desse notebook para arquitetos é seu preço que fica na faixa dos R$ 10 mil.

5º Dell Inspiron 15

O notebook Dell Inspiron 15 é uma alternativa interessante de notebook para estudantes de arquitetura e profissionais com um orçamento mais restrito.

Apesar de ter um preço acessível, sua configuração não deixa a desejar, sendo capaz de lidar com a maior parte dos softwares de arquitetura e engenharia:

  • Processador Intel i17 de 11ª Geração
  • Memória RAM de 8GB
  • 256 GB de armazenamento SSD
  • Placa de vídeo dedicada NVIDIA MX 330 com 2GB de memória
  • Tela HD 15,6”

Caso precise de mais espaço, é possível escolher a versão com 128GB de SSD com 1TB de HD.

Assim, você tira proveito da velocidade do SSD para os arquivos de uso frequente, enquanto o HD fica para armazenamento de longa duração.

Sua tela é HD 1366×768, retroiluminada por LED, com borda fina e tecnologia antirreflexo.

Assim, ainda que não seja Full HD, a qualidade de imagem agradará a maior parte dos usuários sem precisar gastar demais.

Contudo, essa será uma opção mais viável para quem não realiza trabalhos recorrentes de renderização ou edição de vídeos.

6º Lenovo Legion Y540

A linha Legion da fabricante Lenovo é bastante popular na categoria de games.

Oferecendo um bom custo-benefício e alta performance, o Legion Y540 é pode ser um do melhor notebook para arquitetura quando se fala em trabalhos mais pesados.

  • Processador i7 de 9ª geração
  • Memória RAM de 16GB
  • 128GB de armazenamento SSD + 1TB em HD
  • Placa de vídeo RTX 2060 com 6 GB de memória
  • Tela 15,6” Full HD WVA

Ainda que seja um modelo gamer, seu design é bastante discreto e compacto, sendo uma boa opção para arquitetos que precisam de um notebook potente.

A placa de vídeo dedicada RTX 2060 da NVIDIA está entre os melhores modelos do mercado.

Ao adicionar um processador Intel i7 e 16GB de memória RAM, essa máquina se torna super poderosa para encarar qualquer projeto de arquitetura!

Sua tela Full HD WVA garante alta nitidez, com abertura de 180º e tratamento antirreflexo para maior conforto e definição de imagem independente da situação. Lentidão e sobreaquecimento também não serão um problema com esse notebook!

7º Lenovo Ideapad L340 Gamer

Finalizando nossa lista com mais um Lenovo!

Dessa vez, com um notebook gamer, mas que é bastante útil para arquitetos e engenheiros que buscam alta performance e um design menos chamativo (que é característico dos computadores gamers).

Esse notebook para arquitetura é um pouco parecido com o modelo anterior, com algumas diferenças importantes de serem avaliadas.

Em termos de design, são bem próximos, mas o Ideapad L340 possui um preço mais acessível para quem busca alta performance sem gastar muito:

  • Processador i5 de 9ª geração
  • Memória RAM de 8GB
  • 256GB de armazenamento SSD
  • Placa de vídeo GTX 1050 com 3 GB de memória
  • Tela 15”

Esse notebook também permite abrir a tela em até 180º. Falando na tela, ela é full HD WVA, com máxima visibilidade e alta resolução, cores bastante nítidas e tratamento antirreflexo para maior conforto.

Sendo um computador gamer, não podia faltar um teclado luminoso, não é mesmo? Contudo, o Ideapad L340 não transforma isso em algo extremamente chamativo, com uma iluminação bastante elegante que é até útil para uso em ambientes mais escuros.

Afinal, qual notebook para arquitetos escolher?

Como visto, não há um melhor notebook para arquiteto em que a gente possa bater o martelo e dizer “compre esse que não irá se arrepender”.

Tudo dependerá das suas necessidades e o quanto está disposto a investir.

Nossa lista, entretanto, foi montada com 7 opções com os melhores notebooks para arquitetura em diversos cenários, desde aqueles que trabalham com renderização à quem usará programas mais leves no dia a dia.

Você também pode escolher qual da nossa lista é o notebook mais adequado para você com base nos programas que você mais utiliza no dia a dia.

Entender quais os programas que você mais utiliza e seus requisitos, facilita escolher o melhor notebook para arquitetos.

Com isso, evita-se gastar mais do que o necessário ou ter problemas com travamentos e gargalos durante os projetos.

Programas como AutoCad, Lumion e Revit possuem requisitos de sistemas diferentes.

Assim, um arquiteto que apenas trabalha com AutoCad não precisa de tanta potência com aquele que trabalhará com os programas de renderização — que são os mais pesados.

Destacamos que este site é suportado por vocês leitores. E quando você compra através dos links em nosso site, podemos ganhar uma comissão como afiliado.